Seja super bem vindo!
Eis o Pescaria, grupo literário pioneiro nas terras do Araras, hoje Varjota – Ceará.
Grupo de caráter cultural, primando as Letras, denominado Pescaria, cujo objetivo é pescar indivíduos às letras e artes, ofertando-os o alimento – o peixe – da liberdade, o saber.

Venha pescar e ser pescador (a) da literatura junto da gente.

O Pescaria


Em novembro de 2012, Mailson Furtado ganhou a oportunidade de lançar seu primeiro livro, Sortimento, na X Bienal Internacional do livro em Fortaleza e junto dele, levou Erasmo Portavoz, parceiro de projetos e trabalhos culturais. Na oportunidade o evento estava homenageando a Padaria Espiritual, movimento literário que deu origem à primeira Academia de Letras do Brasil, a Academia Cearense de Letras.
Entusiasmados com aquele ambiente e as trocas de experiências vividas, decidiram levar algo daquela experiência à cidade a qual militam culturalmente, Varjota, no sertão Norte do Ceará. Desta forma, pensaram em uma maneira de como concretizar o que haviam em planos. Veio assim a ideia de um grupo literário, este intitulado Pescaria. Dentre os planos do grupo estavam a publicação de um jornal literário para ser o meio de comunicação do grupo, que ganhou o mesmo título.
Apesar de o grupo não estar mobilizado, o jornal tomou sua forma e teve sua primeira edição lançada em março de 2013, na Semana de Poesia organizada pelo Movimento Cultural de Varjota. 
O grupo literário, no entanto, manteve-se inativo de abril até novembro, onde autores que já publicavam e publicam no jornal tomaram a iniciativa de enfim mobilizar um grupo que se reúna de maneira regular para discutir literatura. Dentre os nomes desses autores estão: Mailson Furtado, Felipe Ximenes, Otávio M. Silva, Erasmo Portavoz, Phelipe Gomes, Geovania Rodrigues, Yane Cordeiro, Bruno Trajano, Mara Alves Gleiciane Alves e Erineu Ferreira.
Os encontros acontecem com a presença desses jovens amantes das Letras e das Artes, adeptos e curiosos por arte, que sentam nas manhãs de sábado para discutir os mais diversos temas e difundir a arte e a literatura a todos os que precisam, à margem do Rio Acaraú em Varjota - CE.
A nomenclatura utilizada no movimento remete ao maior símbolo da cidade, o peixe, a pescaria, o pescador. 
Assim todos são pescadores. O Pescaria foi de fato inspirado na Padaria Espiritual. Embora siga uma ideologia distinta.
Em 2 anos de atuação, o Pescaria possui uma antologia poética publicada, O Cambo, em 2014, e já realizou e participou em Varjota e em outras cidades, como Reriutaba, Sobral e Fortaleza de alguns eventos literários de forma ativa, como palestras, lançamentos de livros e rodas literárias, além de permanecer com a divulgação de seu trabalho através do jornal impresso e do blog do grupo (http://opescaria.blogspot.com).

Nenhum comentário:

Postar um comentário